Blog

Veja conteúdos mais completos sobre energia solar fotovoltaica

5 dicas para aplicar a sustentabilidade empresarial ao seu negócio

Detronic | Postado em 05/07/2022 - Atualizado em 05/07/2022

5 dicas para aplicar a sustentabilidade empresarial ao seu negócio

Novas formas de consumo vêm ganhando espaço no mercado brasileiro. Um exemplo é a preocupação dos consumidores com o processo de produção adotado pelas empresas. De acordo com pesquisas recentes1, 87% das pessoas preferem comprar de negócios sustentáveis. Inclusive, 70% deles nem mesmo se importam em pagar a mais diante dessas condições. Isso reforça a importância da sustentabilidade empresarial para os negócios.

Essa iniciativa envolve diversas práticas de governança, respeito ao meio ambiente e comprometimento com o impacto social. Nesse cenário, os princípios de ESG (Environmental, Social and Governance) são utilizados para nortear as atividades de um negócio.

Dada a necessidade de adotar práticas mais conscientes no meio corporativo, produzimos um conteúdo exclusivo para ajudar você a aplicar a sustentabilidade empresarial em seu negócio. Continue com a leitura e saiba como dar os primeiros passos!

Entenda os pilares da sustentabilidade empresarial

A seguir, explicamos os pilares conhecidos como o tripé da sustentabilidade empresarial. 

Econômico

Esse pilar diz respeito à forma como os diferentes setores utilizam os recursos da organização, desde o capital para as despesas fixas até a conservação de equipamentos.

De forma geral, indica como o negócio tem lidado com os investimentos e reinvestimentos no próprio patrimônio. Aqui, também podemos incluir a transparência com os acionistas e sócios na demonstração de resultados e seguimento de normas.

Social

O bem-estar e a qualidade de vida da sociedade também deve ser um compromisso da empresa. Para tanto, é preciso desenvolver iniciativas que contribuam para o incentivo à educação, saúde, cultura, lazer etc.

Os colaboradores também estão contemplados nesse pilar. Nesse sentido, a organização deve se comprometer a remunerá-los de maneira justa, de acordo com as leis trabalhistas, e buscar a diversidade e a inclusão.

Ambiental

Por fim, temos o pilar que, muitas vezes, é equivocadamente entendido pelos empresários como o único investimento relacionado à sustentabilidade empresarial. Ele se refere à redução dos impactos ambientais causados pelos processos do negócio.

Consiste em práticas de economia de energia, descarte consciente, controle na emissão de poluentes e assim por diante. Essas atividades, no longo prazo, ajudam a tornar a empresa ambientalmente responsável.

Conheça os principais benefícios da sustentabilidade empresarial

Além de garantir o alinhamento às novas formas de consumo, existem outros benefícios de adotar o tripé da sustentabilidade empresarial. Acompanhe!

Time feliz representando sustentabilidade empresarial

Maior valorização de marca

Ser visto com bons olhos pelo público é essencial para conquistar sua confiança — o que reflete positivamente em diferentes aspectos, sobretudo na maior valorização da marca. E isso acontece não apenas por parte dos clientes, mas também frente ao mercado internacional, que aprova a adoção de medidas sustentáveis.

Melhora da produtividade

Promover a satisfação dos colaboradores é o melhor investimento para aumentar o engajamento e a produtividade dos times. Dessa forma, os funcionários podem “vestir a camisa” da empresa tanto pela valorização de seu trabalho quanto pela postura sustentável do negócio em outros quesitos.

Diminuição dos custos de produção

Adotando práticas sustentáveis, você consegue reduzir diversos custos. Tome como exemplo o uso estratégico da iluminação natural no espaço comercial e da adoção de energia solar. Ambas as ações geram uma queda no valor da conta de luz. 

Da mesma forma, a adoção do reaproveitamento e da reciclagem pode minimizar o uso de certas matérias-primas, como o papel. Sua empresa economiza e o meio ambiente agradece!

Confira 5 dicas para aplicar a sustentabilidade empresarial

Para estar de acordo com o tripé da sustentabilidade empresarial, algumas práticas são recomendadas. Veja a seguir!

1. Mudar hábitos de gestão

A grande parte das decisões de um negócio passa pela gestão. Mas é preciso ter em mente os impactos que gestores autoritários causam nos colaboradores. Além de criarem processos engessados, não permitem que os profissionais demonstrem todo seu potencial para contribuir com o crescimento da empresa.

Por isso, é preciso que a gestão mude a mentalidade para ser mais colaborativa e incentivadora. Para além de manter colaboradores engajados, vale promover a redução de desperdícios e fazer parcerias com outras empresas sustentáveis, inclusive fornecedores.

2. Fomentar a participação dos colaboradores

Para que haja sustentabilidade empresarial, toda a organização deve ser mobilizada. Nesse sentido, promover treinamentos é um bom investimento na conscientização e capacitação dos colaboradores. Também é uma forma de manter a adesão às práticas sustentáveis implementadas na operação.

3. Promover políticas sociais

A empresa pode adotar a sustentabilidade social ao criar programas de inclusão, contemplando tanto o processo de contratação quanto o dia a dia do negócio. O ideal é incentivar um ambiente diverso, oferecendo mais oportunidade para negros, mulheres e pessoas com deficiência, por exemplo.

Políticas contra trabalho escravo ou infantil também são primordiais. Aliado a tudo isso, vale estruturar um conselho que atue com transparência.

4. Conquistar certificações

Uma certificação importante é o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE). Criado pela Bolsa de Valores brasileira (B3), sua proposta é mensurar como as empresas que têm ações no Ibovespa adotam a sustentabilidade empresarial. Também há a auditoria de ESG e o ISO 50001, relacionado à gestão do uso de energia.

5. Adotar tecnologias sustentáveis

Por fim, é preciso investir em formas de reduzir os impactos ambientais em longo prazo e manter a sustentabilidade das ações. Conforme mencionado anteriormente, uma ótima iniciativa é a adoção da energia solar como fonte alternativa de energia. Afinal, o Brasil tem todo o potencial para oferecer esse sistema e existem formas vantajosas de adotá-lo.

Com a assinatura de energia solar para empresas, por exemplo, não é preciso instalar placas solares no imóvel, nem gastar com reformas para aderir ao plano. E a economia chega a 20% na sua conta de luz! 

A sustentabilidade empresarial está indo além de ser um diferencial competitivo entre as organizações. Quem deixa de lado as ações que englobam os pilares social, econômico e ambiental corre sérios riscos de comprometer a sobrevivência do negócio. 

Por isso, é urgente a implementação de projetos sustentáveis concretos, que beneficiem a comunidade, o ecossistema e a própria organização. Pronto para dar o primeiro passo? Saiba mais sobre as formas de economizar energia no seu negócio!

1. Fonte: Agência FIEP

2022 | Detronic Energia. Todos os direitos reservados.